Risco de códigos QR: como os hackers podem roubá-lo

O que são códigos QR?

Os códigos QR, ou códigos de resposta rápida, são códigos de barras bidimensionais que podem ser lidos por smartphones e outros dispositivos. Esses códigos são compostos de quadrados pretos e brancos organizados em um padrão específico e podem armazenar uma variedade de informações, como texto, sites ou informações de contato.

Os códigos QR foram originalmente desenvolvidos no Japão na década de 1990 para uso na indústria automotiva. Eles foram projetados para serem lidos rápida e facilmente por scanners, daí o nome de códigos de “resposta rápida”. Hoje, os códigos QR são usados em uma ampla gama de setores e aplicações, incluindo marketing, varejo, bilheteria de eventos e muito mais.

Para ler um código QR, os usuários simplesmente precisam usar um aplicativo leitor de código QR em seu smartphone ou outro dispositivo. O aplicativo digitalizará o código e exibirá as informações ou executará a ação associada ao código. Isso pode incluir direcionar o usuário a um site específico, exibir uma mensagem ou adicionar um contato ao telefone.

Os códigos QR são populares porque fornecem uma maneira conveniente para os usuários acessarem informações ou executarem determinadas ações de maneira rápida e fácil. Eles também são amplamente utilizados porque podem ser facilmente gerados e impressos, tornando-os uma solução econômica para muitas empresas e organizações. No entanto, os códigos QR também apresentam certos riscos, como a possibilidade de ataques de phishing e disseminação de malware.

Risco #1: Links maliciosos

código qr na captura de tela

Os códigos QR podem ser arriscados porque os hackers podem criar códigos QR maliciosos que, quando digitalizados, direcionam os usuários para um site malicioso ou baixam um programa malicioso em seu dispositivo. Isso pode ocorrer por meio de um processo conhecido como “injeção de código QR”.

Em um ataque de injeção de código QR, os hackers criam um código QR que parece legítimo, mas contém um link para um site malicioso ou um comando para baixar um programa malicioso. Quando o código QR é escaneado, o usuário é direcionado inadvertidamente para o site malicioso ou o programa malicioso é baixado em seu dispositivo.

Um tipo comum de ataque de injeção de código QR é o ataque de phishing, no qual os hackers enviam uma mensagem fraudulenta contendo um código QR que, quando digitalizado, direciona o usuário para um site falso. O site falso pode parecer legítimo e até imitar o design e a marca de um site real, mas seu objetivo é induzir o usuário a inserir informações confidenciais, como credenciais de login ou informações financeiras. Essas informações podem ser usadas pelos hackers para roubar a identidade ou o dinheiro do usuário.

LEIA TAMBÉM:   O que são cookies? Como ele rastreia seu comportamento de uso?

Outro tipo de ataque de injeção de código QR é a disseminação de malware. Os hackers podem criar códigos QR que, quando digitalizados, baixam um programa malicioso no dispositivo do usuário. Esse malware pode ser usado para roubar informações confidenciais ou assumir o controle do dispositivo.

Para se proteger desses tipos de ataques de injeção de código QR, é importante ser cauteloso ao digitalizar códigos QR e usar um leitor de código QR com recursos de segurança, como a capacidade de digitalizar o código e verificar sua autenticidade antes de executar qualquer ação. Você também deve ter cuidado com as informações que insere nos sites acessados por meio de códigos QR e atualizar regularmente o sistema operacional e o software antivírus do seu dispositivo para garantir que você tenha as medidas de segurança mais recentes.

Risco #2: roubo de dados

Risco de Códigos QR

Os códigos QR podem ser arriscados porque podem ser usados para roubar dados confidenciais de dispositivos que os digitalizam. Isso pode ocorrer por meio de um processo conhecido como “exfiltração de dados”.

A exfiltração de dados é o processo de extração de dados confidenciais de um dispositivo ou rede sem o conhecimento ou consentimento do proprietário. Os hackers podem usar códigos QR para executar a exfiltração de dados criando códigos QR que, quando digitalizados, extraem dados do dispositivo e os enviam ao hacker.

Uma maneira de os hackers usarem códigos QR para realizar a exfiltração de dados é criando códigos QR que contenham um comando para baixar um programa malicioso no dispositivo. Este programa pode então ser usado para extrair dados do dispositivo e enviá-los ao hacker.

Outra maneira que os hackers podem usar códigos QR para executar a exfiltração de dados é criando códigos QR que direcionam o usuário para um site malicioso. O site pode solicitar que o usuário insira informações confidenciais, como credenciais de login ou informações financeiras. Essas informações podem ser usadas pelos hackers para roubar a identidade ou o dinheiro do usuário.

Para se proteger da exfiltração de dados por meio de códigos QR, é importante ser cauteloso ao digitalizar códigos QR e usar um leitor de código QR com recursos de segurança, como a capacidade de digitalizar o código e verificar sua autenticidade antes de realizar qualquer ação. Você também deve ter cuidado com as informações que insere nos sites acessados por meio de códigos QR e atualizar regularmente o sistema operacional e o software antivírus do seu dispositivo para garantir que você tenha as medidas de segurança mais recentes.

LEIA TAMBÉM:   Maneiras mais fáceis e rápidas de baixar vídeos do reddit em qualquer dispositivo

Risco #3: golpes de phishing

Os códigos QR podem ser arriscados porque podem ser usados para realizar golpes de phishing, que são tentativas fraudulentas de roubar informações confidenciais ou dinheiro de indivíduos ou organizações.

Em um ataque de phishing, os hackers criam e-mails ou textos falsos que parecem ser de fontes legítimas, como bancos ou agências governamentais. Essas mensagens geralmente contêm um link ou um código QR que, quando clicado ou escaneado, direciona a vítima para um site falso que parece legítimo.

O objetivo de um ataque de phishing é induzir a vítima a inserir informações confidenciais, como credenciais de login ou informações financeiras, no site falso. Essas informações podem ser usadas pelos hackers para roubar a identidade ou o dinheiro da vítima.

Os ataques de phishing podem ser particularmente perigosos porque podem ser difíceis de detectar. Os e-mails e textos falsos geralmente usam branding e linguagem semelhantes à fonte real, e os sites falsos podem parecer legítimos e imitar o design dos sites reais.

Para se proteger de golpes de phishing por meio de códigos QR, é importante ser cauteloso ao digitalizar códigos QR e usar um leitor de código QR com recursos de segurança, como a capacidade de digitalizar o código e verificar sua autenticidade antes de realizar qualquer ação. Você também deve ter cuidado com as informações que insere nos sites acessados por meio de códigos QR e atualizar regularmente o sistema operacional e o software antivírus do seu dispositivo para garantir que você tenha as medidas de segurança mais recentes. Se você não tiver certeza sobre um site, pode verificar seu certificado de segurança procurando um ícone de cadeado na barra de endereço ou entrando em contato diretamente com a empresa para verificar sua autenticidade.

Dicas de Prevenção

Para evitar golpes de código QR, é importante seguir estas práticas recomendadas:

Seja cauteloso ao digitalizar códigos QR: digitalize apenas códigos QR de fontes confiáveis. Se você tiver alguma dúvida sobre a legitimidade de um código QR, é melhor evitar digitalizá-lo.

Use um leitor de código QR com recursos de segurança: muitos aplicativos leitores de código QR têm recursos de segurança, como a capacidade de escanear o código e verificar sua autenticidade antes de realizar qualquer ação. Usar um leitor de código QR com esses recursos pode ajudar a protegê-lo de códigos QR maliciosos.

LEIA TAMBÉM:   O que é formato de arquivo EPS? Como abrir e converter arquivos EPS?

Use uma rede virtual privada (VPN): uma VPN cria uma conexão segura e criptografada entre seu dispositivo e a Internet, dificultando a interceptação de suas informações por hackers. Usar uma VPN ao acessar a Internet pode ajudar a protegê-lo contra golpes de código QR.

Tenha cuidado com as informações que você insere em sites acessados por meio de códigos QR: não insira nenhuma informação confidencial, a menos que tenha certeza de que o site é legítimo e seguro. Se você não tiver certeza sobre um site, pode verificar seu certificado de segurança procurando um ícone de cadeado na barra de endereço ou entrando em contato diretamente com a empresa para verificar sua autenticidade.

Mantenha as medidas de segurança do seu dispositivo atualizadas: atualize regularmente o sistema operacional e o software antivírus do seu dispositivo para garantir que você tenha as medidas de segurança mais recentes. Isso ajudará a protegê-lo contra malware e outras ameaças cibernéticas.

Seguindo essas práticas recomendadas, você pode reduzir significativamente o risco de ser vítima de um golpe de código QR.

Conclusão

Em conclusão, os códigos QR tornaram-se uma forma popular e conveniente de acessar informações e realizar determinadas ações, mas também apresentam alguns riscos. Os hackers descobriram maneiras de usar códigos QR para roubar informações confidenciais ou induzir as pessoas a realizar ações que possam comprometer sua segurança. Esses riscos incluem ataques de phishing, disseminação de malware e exfiltração de dados.

Para se proteger desses riscos, é importante ser cauteloso ao digitalizar códigos QR e usar um leitor de código QR com recursos de segurança, como a capacidade de digitalizar o código e verificar sua autenticidade antes de realizar qualquer ação. Você também deve usar uma rede virtual privada (VPN) ao acessar a Internet, ter cuidado com as informações que insere em sites acessados por meio de códigos QR e atualizar regularmente o sistema operacional e o software antivírus do seu dispositivo para garantir que você tenha as medidas de segurança mais recentes em Lugar, colocar. Seguindo essas práticas recomendadas, você pode reduzir significativamente o risco de ser vítima de um golpe de código QR.

10 aplicativos gratuitos de aprendizado de idiomas para fluência
As 10 principais extensões do Chrome para encontrar cupons e bons negócios: economize dinheiro e tempo ao fazer compras on-line